Última hora

Última hora

Costa do Marfim: missão da ONU descobre 68 corpos em fossas comuns

Em leitura:

Costa do Marfim: missão da ONU descobre 68 corpos em fossas comuns

Tamanho do texto Aa Aa

Uma equipa da ONU descobriu 68 corpos em dez fossas comuns no bairro de Yopougon, em Abidjan.

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos acredita que se trata de vítimas de um massacre cometido a 12 de Abril pelas milícias leais ao presidente deposto da Costa do Marfim, Laurent Gbagbo.

A missão da ONU no país acredita que existem outras valas comuns.

Ibrahim Bakayoko perdeu vários membros da família e explica que, no dia a seguir à detenção de Gbagbo – a 11 de Abril – “estavam todos em casa, incluindo crianças”. As milícias “começaram a deitar abaixo portas e matavam quem saía ou tentava voltar para casa”.

Gbagbo está detido há quase um mês, mas o governo do presidente Alassane Ouattara acusou esta segunda-feira apoiantes do chefe de Estado deposto e mercenários liberianos que fugiam de Abidjan de matarem 120 civis ao longo do litoral do país nos dias 5 e 6 de Maio.

A missão da ONU está a investigar crimes atribuídos não só às milícias pró-Gbagbo como também às forças do presidente Ouattara. O conflito que se seguiu às presidências contestadas de Novembro de 2010 fez cerca de três mil mortos.