Última hora

Última hora

Forças sírias apertam cerco à contestação

Em leitura:

Forças sírias apertam cerco à contestação

Tamanho do texto Aa Aa

O exército sírio aperta o cerco aos focos de contestação contra o regime.

Em Homs, terceira cidade do país, um dia depois da entrada dos tanques, testemunhas dizem que francoatiradores tomaram posições em várias áreas residenciais.

A sul, as forças sírias cercaram as cidades de Inkhil, Dael e Nawa e as autoridades impediram o acesso de uma missão humanitária da ONU a Deraa, onde cerca de 300 pessoas terão perdido a vida.

Vencendo o medo, centenas de pessoas manifestaram-se na capital, Damasco, e na cidade de Banias, no noroeste do país, mas os protestos foram rapidamente dispersados, multiplicando-se as detenções.

A União Europeia decidiu adotar formalmente um embargo de armas à Síria e sanções contra 13 dirigentes identificados como responsáveis pela repressão.