Última hora

Última hora

Inteligências múltiplas dão Prémio das Astúrias a Howard Gardner

Em leitura:

Inteligências múltiplas dão Prémio das Astúrias a Howard Gardner

Tamanho do texto Aa Aa

O psicólogo norte-americano Howard Gardner é o vencedor do Prémio Príncipe das Astúrias das Ciências Sociais, uma das oito categorias anualmente distinguidas pela Fundação do mesmo nome.

O júri do prémio selecionou-o entre os 31 nomeados em liça, entre eles o português Eduardo Lourenço.

Considerado o “pai” das inteligências múltiplas, Howard Gardner, nascido em 1943, é professor de Cognição e Educação, em Harvard, e de Neurologia, em Boston.

Gardner defende que não existe uma inteligência única. No livro ‘Estruturas da Mente’, editado em 1983, propôs sete dimensões da inteligência:

- visual / espacial

- musical

- verbal

- lógico-matemática

- interpessoal

- intrapessoal

e

- corporal / cinestética.

Sete dimensões às quais acrescentou, posteriormente, duas mais:

- naturalista

e

- existencialista.

Esta nova visão da inteligência humana pressupõe uma alteração significativa nos modelos educativos.

O prémio – um cheque de 50 mil euros e uma estatueta concebida por Juan Miró – será atribuído numa cerimónia solene, no próximo Outono.