Última hora

Última hora

Holofotes apontados à Croácia

Em leitura:

Holofotes apontados à Croácia

Tamanho do texto Aa Aa

Nesta edição de “The Network” falamos sobre o alargamento da União Europeia e dos Balcãs. O primeiro-ministro croata, Jadranka Kosor, esforça-se para fazer do seu país o 28.º membro da União Europeia (UE). Por seu lado, a UE considera que os Balcãs não fizeram ainda o suficiente para combater a corrupção e o crime organizado, embora Kosor garanta que acabaram os “intocáveis”, como o seu antecessor, Ivo Sanader, agora acusado de suborno.

Ao mesmo tempo, uma sondagem revelou que apenas um quarto dos croatas é favorável à adesão à União Europeia. Uma sondagem realizada depois de o Tribunal Internacional para a Ex-Jugoslávia ter sentenciado Ante Gotovina a 24 anos de prisão. Muitos croatas continuam a ver o general como o maior herói na Guerra dos Balcãs.

Por outro lado, o primeiro-ministro húngaro, Viktor Orbán, defende que a adesão da Croácia permitirá continuar o crescimento e o desenvolvimento da União Europeia. A Hungria faz parte dos 10 países maioritariamente do Bloco de Leste que aderiram à UE em 2004.

Para debater este assunto, nesta edição de “The Network” temos aqui, no estúdio do Parlamento Europeu, Piotr Kaczynski, analista do Centre for European Policy Studies, responsável pela Integração Institucional e Política da União Europeia; em Zagreb, está Andrej Plenkovic, secretário de Estado croata para a Integração Europeia; e, em Cambridge, temos David Campbell-Banneman, eurodeputado do Partido da Liberdade e Democracia e membro da comissão de Defesa e Segurança do Parlamento Europeu.