Última hora

Última hora

Reações à sentença de John Demjanjuk

Em leitura:

Reações à sentença de John Demjanjuk

Tamanho do texto Aa Aa

John Demjanjuk, antigo guarda do campo de concentração nazi de Sobibor, foi condenado em Munique a cinco anos de prisão por cumplicidade no homicídio de 27.900 judeus há 68 anos.

Familiares de judeus holandeses deportados e mortos em Sobibor, assistiram à audiência.

“O facto de ele não falar comigo só o torna mais fraco, porque tem receio de falar e não quer falar. Ele não nos podia olhar nos olhos. Nós podíamos, mas ele não, porque tinha medo”, disse uma familiar de deportados holandeses, mortos em Sorbibor.

O diretor da delegação israelita do Centro de Simon Wiesenthal, disse que apesar da morosidade do julgamento, a justiça prevaleceu:

Esta sentença é uma mensagem muito importante sobre a responsabilidade europeia perante o Holocausto. E também é muito didática porque mostra às pessoas que ainda hoje factos do Holocausto veem ao de cima, especialmente numa altura em que esses mesmos factos são muito contestados”.