Última hora

Última hora

Philipp Roesler: a nova face do FDP alemão

Em leitura:

Philipp Roesler: a nova face do FDP alemão

Tamanho do texto Aa Aa

Os liberais democratas alemães (FDP) viram a página na chefia do partido com a eleição do jovem Philipp Roesler, de 38 anos.

O recém nomeado ministro da economia no governo de coligação – de origem vietnamita – foi eleito líder da formação com 95% de votos durante o congresso do FDP em Berlim.

Um sufrágio em forma de moção de censura contra o até agora presidente do partido e responsável da diplomacia alemã, Guido Westerwelle.

Os resultados catastróficos nas regionais deste ano e a perda de eleitorado do partido tinham aumentando a pressão sobre Westerwelle, que vai manter, no entanto, o seu cargo no governo.

Depois de 10 anos de liderança, o artifíce da ascensão do FDP ao executivo, em Setembro de 2009, reconheceu ter cometido erros, evitando enunciá-los.

“Em cada navio que avança há sempre um comandante e esse comandante, já não sou eu”.

Uma despedida com que o FDP espera poder relançar a conquista do eleitorado. Mas a saída de cena de Westerwelle não põe fim ao debate sobre a sua continuidade na pasta dos negócios estrangeiros, num momento em que é um dos ministros com menos apoio popular do governo de Angela Merkel.