Última hora

Última hora

Presidente do FMI preso em Nova Iorque

Em leitura:

Presidente do FMI preso em Nova Iorque

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente do Fundo Monetário Internacional, Dominique Strauss foi detido por tentativa de abuso sexual, no aeroporto John F.Kennedy, quando se preparava para descolar até Paris e em vésperas de se reunir com Angela Merkerl.

A notícia foi avançada, esta noite, pelo site do New York Times.

O alegado incidente ocorreu, segundo fontes policiais, no hotel Sofitel, localizado na avenida 44, próximo de Times Square.

Segundo o “New York Post”, a funcionária do hotel, uma mulher de 32 anos, entrou no quarto para limpá-lo e Dominique Strauss-Kahn obrigou-a a praticar sexo oral.

Não é a primeira vez que Strauss-Kahn, 62 anos, casado com a apresentadora francesa Anne Sinclair, está envolvido em casos polémicos.

Em 2008, pouco depois de ser eleito presidente do FMI, assumiu ter tido um caso com uma funcionária do organismo.

Embora não tenha anunciado a sua candidatura, Strauss-Kahn, que é membro do Partido Socialista, aparece nas pesquisas como o principal rival de Nicolas Sarkozy nas eleições presidenciais, marcadas para abril de 2012.

Em 2007 assumiu as funções de presidente do FMI com o apoio de Sarkozy, na altura interpretado como uma manobra para afastá-lo da corrida presidencial.