Última hora

Última hora

Investigação atrasa leitura de acusações a diretor-geral do FMI

Em leitura:

Investigação atrasa leitura de acusações a diretor-geral do FMI

Tamanho do texto Aa Aa

Dominique Strauss-Kahn deverá ser hoje formalmente acusado, depois de ser submetido a novos exames forenses.

Inicialmente prevista para domingo, a audiência preliminar perante um juiz para a apresentação formal das acusações de agressão sexual contra o diretor-geral do Fundo Monetário Internacional só terá lugar hoje, por volta das 15h30, hora de Lisboa.

A polícia de Nova Iorque pretendia realizar novos exames a Strauss-Kahn, nomeadamente testes de ADN, o que atrasou o processo. Segundo um dos advogados, William Taylor, o patrão do FMI “consentiu voluntariamente a ser submetido a um exame científico e médico-legal” pretendido pelas autoridades. Taylor frisou que Strauss-Kahn irá defender-se “vigorosamente” das acusações, às quais se vai declarar “inocente”.

O diretor-geral do FMI foi detido no sábado na sequência da denúncia apresentada por uma funcionária do hotel onde se encontrava hospedado em Nova Iorque. Strauss-Kahn é acusado de “atos sexuais ilícitos, tentativa de violação e sequestro”.

A alegada vítima de 32 anos identificou ontem o patrão do FMI num alinhamento de suspeitos organizado na esquadra nova-iorquina onde se encontrava detido.