Última hora

Última hora

Itália:Segundo dia de eleições autárquicas

Em leitura:

Itália:Segundo dia de eleições autárquicas

Tamanho do texto Aa Aa

Pelo segundo dia os italianos vão a votos para eleger os seus autarcas.

Silvio Berlusconi enfrenta assim o primeiro teste eleitoral desde o caso “Rubygate”, em autárquicas onde estão em causa as importantes câmaras de Milão, sua cidade natal, Nápoles, Turim e Bolonha.

Berlusconi converteu este escrutínio num desafio pessoal, sobretudo em Milão onde a presidente da câmara, sua aliada, espera renovar o mandato, e em Nápoles, onde a coligação

do primeiro-ministro pretende desalojar a centro-esquerda, que se mantém no poder há vários mandatos.

Apesar de Berlusconi insistir que ainda tem o apoio de mais de 50 por cento do eleitorado, e da agressiva campanha que promoveu, observadores admitem que a sua candidata Letizia Moratti deverá ser forçada a uma segunda volta.

Milão é também o bastião da Liga do Norte, o parceiro de coligação de Berlusconi, que segundo observadores, se obtiver um resultado convincente poderá comprometer o atual equilíbrio de poder no governo nacional.

Cerca de 13 milhões de eleitores, perto de um quarto da população italiana, participam neste escrutínio que envolve 1200 cidades e vilas do país.