Última hora

Última hora

Alerta máximo na Irlanda

Em leitura:

Alerta máximo na Irlanda

Tamanho do texto Aa Aa

Segurança máxima na Irlanda depois de ameaças de bomba.

As autoridades não baixam os braços no dia em que Isabel II inicia uma visita, de 4 dias, à República da Irlanda.

Uma bomba de fabrico caseiro foi encontrada num autocarro, numa cidade a 25 km de Dublin. A polícia provocou uma explosão controlada. Um outro dispositivo foi deixado numa estação de comboios, a norte da capital, mas terá sido falso alarme.

Esta é uma visita histórica. Há um século que nenhum monarca britânico pisava solo irlandês. O último a fazê-lo, em 1911, foi o avô de Isabel II, Jorge V.

No país os sentimentos dividem-se. Enquanto o executivo irlandês vê este momento como o início de uma nova era entre os dois países, alguns irlandeses relembram incidentes como a Páscoa sangrenta, de 1916, em Dublin a primeira ação armada dos separatistas irlandeses contra o poder britânico. Ainda que falhada, esta revolta foi o primeiro passo em direção à independência do país, formalizada em 1922.