Última hora

Última hora

Mais violência na Turquia

Em leitura:

Mais violência na Turquia

Tamanho do texto Aa Aa

Na Turquia, em Diyarbakir, registaram-se confrontos entre a polícia e centenas de pessoas que protestavam contra a morte de 12 rebeldes curdos, abatidos pelo exército na fronteira com o Iraque.

Nos últimos dias centenas de manifestantes deslocaram-se até à fronteira, no sudeste do país, para reclamar os corpos dos rebeldes mortos, que pertenciam ao PKK o partido independentista curdo ilegal na Turquia.

Manifestações semelhantes verificaram-se em várias outras cidades próximas da fronteira e também em Istambul.

Em fevereiro, o PKK pôs fim a um cessar-fogo que durava há seis meses o que provocou receios de um aumento da violência antes das eleições parlamentares de 12 de junho.

Abdullah Ocalan, o líder do PKK preso pelas autoridades turcas, ameaçou com uma guerra caso, depois das eleições, o governo não inicie negociações que ponham fim ao conflito separatista que em 27 anos já fez mais de 40 mil mortos.