Última hora

Última hora

Medida radioatividade de Fukushima

Em leitura:

Medida radioatividade de Fukushima

Tamanho do texto Aa Aa

Quatro trabalhadores entraram esta quarta-feira no edifício, onde está instalado o reator número dois da central nuclear de Fukushima.

Vestiam combinações de protecção e a visita foi muito breve. Destinou-se apenas a medir os nivéis de radioatividade libertados pelo reator acidentado a 11 de Março.

A mesma operação já tinha sido feita no reator número um, no princípio do mês.

Em abril, falhou idêntica operação, com dois robots.

O primeiro-ministro nipónico diz que a situação tem de ser constantemente avaliada, para depois se tomarem as medidas necessárias:

“Depois deste acidente, precisamos de garantir a segurança nuclear, precisamos de ver o que pode ser feito, para depois procedermos em conformidade”.

O chefe do Governo prometeu uma redução em 10 por cento deste tipo de energia, até 2020 e prometeu também o empenhamento do seu governo na procura de fontes alternativas.

O anel de segurança continua com um raio de 30 quilómetros.

Nos limites desse anel, existem vários aparelhos de medição da radioactividade.

Há mais de 100 mil pessoas afetadas, sem saberem quando poderão regressar às suas casas.