Última hora

Última hora

"Geração à rasca" espanhola não se cala

Em leitura:

"Geração à rasca" espanhola não se cala

Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de pessoas concentraram-se em Madrid para protestar contra a crise económica e política.

À semelhança da “geração à rasca” em Portugal, os protestos foram convocados através das redes sociais. A plataforma “Democracia Real Já” tem mais de 120 mil seguidores no Facebook e, desde domingo, apelou a manifestações em várias cidades espanholas.

A apenas quatro dias das eleições locais, o protesto desta quarta-feira foi proibido pela Junta Eleitoral de Madrid para “não afetar a campanha e não influenciar o voto de domingo”.

“Mantivemos a convocatória porque pensamos que este é um movimento de desobediência civil pacífica. E de forma pacífica, se tivermos de escolher entre a legalidade e a justiça, optamos pela justiça e continuamos a concentração”, comenta um jovem.

“Proíbem-nos porque têm medo. E têm medo de quê? De cidadãos que se expressam livremente e de forma pacífica. Não compreendo”, exclama uma manifestante.

“O que estão a fazer é proibir, tentar calar-nos, calar tudo isto para favorecer o sistema bipartidário”, conclui outro manifestante.

A proibição dos protestos estendeu-se a outras cidades, o que não calou os manifestantes. Milhares reclamaram o direito à indignação, num país em que a taxa de desemprego ultrapassa os 20 por cento.