Última hora

Última hora

Netanyahu rejeita regresso às fronteiras de 67

Em leitura:

Netanyahu rejeita regresso às fronteiras de 67

Tamanho do texto Aa Aa

Israel rejeita a proposta do presidente dos Estados Unidos para regressar às fronteiras de 1967. Durante o encontro na Casa Branca, o primeiro ministro israelita Benjamin Netanyahu explicou porque considera impossível concretizar o apelo do Presidente Barack Obama. “Apesar de Israel estar preparado para oferecer generosas compensações pela paz, não pode regressar às fronteiras de 1967 porque essas linhas são indefensáveis. Eles não levam em conta certas mudanças que aconteceram no terreno”, disse.

Um assessor da Autoridade Nacional Palestiniana e membro da OLP, Saeb Erekat, não tem dúvidas quanto à falta de vontade política de Israel. “Ele rejeita sem dúvidas a visão do presidente Obama para a solução de dois Estados com base nas linhas de 1967 e antes já tinha dito que aceitava. Acho que não temos processo de paz”, referiu. Um dos principais pontos da discórdia é Jerusalém Oriental, reivindicado pelos palestinianos. Israel considera que Jerusalém é a sua capital indivisível.

No mesmo dia do discurso de Obama, o governo israelita aprovou a expansão de habitações para colonos judeus em Jerusalém Oriental.