Última hora

Última hora

Von Trier desfaz-se em desculpas por piada sobre judeus

Em leitura:

Von Trier desfaz-se em desculpas por piada sobre judeus

Tamanho do texto Aa Aa

Wolfgang Spindler: Olá Lars, chamo-me Wolfgang Spindler, sou da euronews.

Lars Von Trier: Sim.

W. S: Obrigada por ter aceite falar connosco.

L.VT: Sim.

W.S: Podemos falar ali?

L.VT: Se não me empurrar para baixo.

W.S: Penso que já foi empurrado o suficiente, pelo que disse sobre Hitler. Como pode ter esquecido que fazer piadas sobre o Hitler e os judeus podia ser muito perigoso?

L.VT: Porque eu faço tantas piadas, mas faço-as em privado. Do que me tinha esquecido é que sou extremamente estúpido e de que estava a falar para o mundo. Pensava que estava a falar bem e depois a coisa derrapou e senti-me completamente idiota. Lamento isso.

Por outro lado, penso que a solução seria manter-me afastado da imprensa, porque não é o meu palco. Poderia tornar-me um político sério, mas com o meu sentido de humor isso seria muito mau para o resto da minha vida. Devo ficar afastado de conferências de imprensa.

W.S: Mas ser artista é também isso, empurrar os limites e nesse caso levou os limites para fora das linhas de fronteira?

L.VT: Sim, mas normalmente as minhas provocações são mais inteligentes, porque têm um razão de ser. Aqui, foi um erro, não fez sentido, não havia razões para fazer sentir mal as pessoas. Foi um erro.

W.S: O que propõe para acalmar a situação, aqui no Festival de Cannes?

L.VT: Pedi desculpa pelo que tinha de pedir desculpa e, se houver outra coisa que possa fazer, por exemplo, dizer que Adolf Speer não era um grande arquitecto, que eu considero que era, e gostava de poder voltar atrás, mas não posso fazer isso. Desfiz-me em desculpas, muito mais do que aquilo que eu penso que é justo, penso que não posso fazer nada mais. É claro que posso falar com Thierry e Gilles Jacob e, se eles têm alguma coisa que eu possa fazer, claro que o farei. O tempo deve curar as feridas é o que se diz.

W.S: Muito obrigada e espero que continue a fazer muitos filmes no futuro.

(Video em VO)