Última hora

Última hora

Portugal: começou a campanha para as legislativas

Em leitura:

Portugal: começou a campanha para as legislativas

Tamanho do texto Aa Aa

Os partidos estão na estrada depois do arranque da campanha este domingo. A duas semanas das legislativas antecipadas de cinco de junho, José Sócrates acusa o PSD e o CDS de protagonizarem “um espetáculo” de “sectarismo, intolerância e ambição pelo poder”.

Os sociais-democratas protagonizam, nas sondagens, uma ligeira vantagem face ao PS. Pedro Passos Coelho pede a confiança dos eleitores para evitar o que chamou de “governo de salada russa”, de coligação com o PS.

O tom da campanha foi dado há muito. Passos Coelho acusa Sócrates de ter deixado o país “à beira da bancarrota”. Sócrates insiste que a culpa do pedido de ajuda externa é da Oposição e do chumbo do PEC 4 .

O líder do CDS-PP alerta que o primeiro-ministro vai ser “remodelado pelo povo”, depois de Sócrates ter admitido aceitar Paulo Portas e Passos Coelho como ministros num governo de coligação.

O próximo executivo terá de seguir as medidas de austeridade exigidas pela União Europeia, Fundo Monetário Internacional e Banco Central Europeu, ainda que a ajuda de 78 mil milhões de euros tenha levado muitos manifestantes para a rua.

Quase 200 mil eleitores emigrantes já começaram a votar por correspondência.