Última hora

Última hora

Resultado eleitoral não muda luta das Puertas del Sol

Em leitura:

Resultado eleitoral não muda luta das Puertas del Sol

Tamanho do texto Aa Aa

Manifestantes não arrendam pé das Puertas del Sol, em Madrid, e, como sempre disseram, a luta pelo emprego e contra o sistema político nada tem a ver com as eleições regionais, que decorreram este domingo.

Umas eleições que marcaram uma viragem política.

Uma vitória da direita, em toda a linha.

O Partido Popular ganhou, por uma margem significativa.

Mas nas Puertas del Sol, tudo se mantém, como constatou numa moradora:

“Não percebo isto. Tanta gente aqui e não votou em nenhum dos partidos. Isto não se reflete em nada”.

A esmagadora maioria das autonomias espanholas preferiu virar à direita. Um resultado que os analistas consideram ser uma punição aos socialistas, há duas legislaturas no poder.

O Partido Popular conseguiu uma vantagem de quase 10 pontos percentuais, conquistando velhos feudos socialistas, como a Catalunha, Castilha La Mancha ou Extremadura, nas regionais.

Nas autárquicas, as cidades de Barcelona e Sevilha, também passaram para o PP.

Zapatero disse compreender esta reação do eleitorado e garantiu que o PSOE vai analisar tudo, com serenidade.

O lider dos populares, Mariano Rajoy consideoru que este resultado foi o melhor de sempre do seu partido, afastando assim, os adversários internos que lhe contestam a liderança.

E prometeu começar de imediato a trabalhar para dar sequência a este resultado.

Palavras fáceis de entender, a um ano de eleições gerais.