Última hora

Última hora

Talibans matam 12 soldados paquistaneses

Em leitura:

Talibans matam 12 soldados paquistaneses

Tamanho do texto Aa Aa

Foi um ataque sem precedentes – um comando taliban matou 12 militares paquistaneses, numa base aeronaval de Carachi, no sul do Paquistão.

Sem confirmação continuam, no entanto, os rumores da morte do lider dos Talibans, Mullah Omar.

No ataque, foram destruídos dois aviões de patrulhamento, P-3C Orion, fornecidos pelos Estados Unidos.

O ataque começou na noite de domingo, quando um comando dos Talibans, aliados da Al Qaeda, se introduziu na unidade militar e abriu uma cortina de fogo, com armas automáticas e lança-roquetes.

Carachi, com 16 milhões de habirtantes, tem uma posição estratégica, no sul do Paquistão.

Na imprensa desta segunda-feira surgem as primeiras reacções e a reivindicação dos Talibans e da Al Qaeda.

Dizem ainda hoje não compreendem como é que um comando americano entrou impunemente no país para matar bin Laden.

Um morador diz que a segurança do Paquistão é incompetente:

“Vocês podem ver quanta segurança existe à volta deste lugar. Não há uma pessoa comum, cá dentro. Como é que aquela gente entrou aqui? Isto significa que a nossa segurança é incompetente. Foi, obviamente, uma falha de segurança”.

A ousadia deste ataque coloca de novo a questão. Os talibans e a Al Qaeda estão cada vez mais próximos dos arsenal nuclear do Paquistão.