Última hora

Em leitura:

Protestos contra G8 longe da cimeira


França

Protestos contra G8 longe da cimeira

Com Deuville praticamente isolada pelo forte dispositivo de segurança, as habituais manifestações do G8 tiveram lugar nas redondezas. Em Caen foram cerca de 200 as pessoas que se manifestaram contra os países ricos e a falta de consciência social dos que decidem sobre o mundo.

Noutra cidade próxima, em Le Havre, também houve uma manifestação que ficou áquem de outros protestos em cimeiras do G8.

Mas apesar da apertada segurança, duas ONG – a Actup-Paris e a Aides – conseguiram infiltrar-se no centro de conferências para protestar contra uma grande promessa não cumprida pelo G8.

Um travesti chamado “miss promessa” caminhou pela zona reservada aos média e apontou o dedo acusador. “A minha mensagem é que a promessa do G8 em 2005, de assegurar o acesso universal ao tratamento completo a portadores de SIDA, não foi cumprido. Hoje, apenas um terço das pessoas têm acesso ao tratamento”, disse.

As ONG argumentam que o cumprimento da promessa iria apenas custar 0,05% do Produto Interno Bruto dos países do G8 e 20 vezes menos do que o resgates financeiros dos bancos em 2008 e 2009.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

G8: UE fala de revoluções árabes e ilude crise