Última hora

Última hora

União Inovação

Em leitura:

União Inovação

Tamanho do texto Aa Aa

Pergunta de Carlos, em Madrid :
 
“Bom  dia, chamo-me Carlos e vivo em Madrid. Gostava de saber quando é que temos uma verdadeira União Europeia da Inovação?
Ou seja, quando é que passamos a aproveivar, na vida diária, no trabalho, na rua, nos mercados, os resultados das pesquisas de laboratório? Obrigado.”
 
 
Resposta de Robert-Jan Smits, Diretor Geral do setor de Pesquisa e Inovação da Comissão Europeia, EC:
 
“O desafio que enfrentamos é o de fazer da Europa uma verdadeira União da Inovação, forte e com excelentes investigadores, com mecanismos de tranferência de tecnologia entre as universidades e a indústria, pois há indústrias competitivas e bastantes investigadores de talento com diferentes qualificações e competências.”
 
 
“Mas a Europa ainda não está a investir o suficiente em Pesquisa e Inovação. Os Estados membros da União Europeia deviam ter gasto 3% do PIB em 2010.  
Só que este objetivo não foi atingido. Ainda estamos nos 2% e a situação tem de ser alterada. Precisamos, na realidade de investir no conhecimento e essa é a responsabilidade dos Estados membros e da União Europeia.”
  
Apresentamos, em Outubro passado, a simbólica iniciativa União Inovação para criar um clima de inovação na Europa que faça chegar novos produtos ao mercado, que permita comercializar o resultado das pesquisas. 
 
Neste contexto, estamos a propôr algumas medidas específicas como a completa revisão do sistema de estandartização, um uso melhor dos instrumentos. De momento, têm sido escolhidos os mais baratos em vez dos mais inteligentes. Também gostávamos de modernizar as nossas universidades para servirem melhor este propósito. Por outras palavras, há na União Inovação um número específico de medidas e não mencionei  o mercado de capital de risco ou o mercado de patentes que pretendemod criar”.
 
“Se quiser colocar uma questão, faça-o através do site da internet. (euronews.net/u-talk).”