Última hora

Última hora

Afeganistão: dois soldados alemães e chefe da Polícia mortos em atentado suicida

Em leitura:

Afeganistão: dois soldados alemães e chefe da Polícia mortos em atentado suicida

Tamanho do texto Aa Aa

Um atentado suicida que visou uma reunião de altos responsáveis no nordeste do Afeganistão fez seis mortos, entre os quais dois soldados alemães e o chefe da polícia no norte do país.

O bombista fez-se explodir na sede do governo da província de Takhar, onde decorria o encontro. O ataque, num local que deveria estar fortemente protegido, volta a sublinhar as falhas na segurança afegã.

Entre os feridos, encontra-se o general alemão Markus Kneip, comandante das forças da NATO para a Região Norte do Afeganistão, e outros dois soldados germânicos.

Os talibãs reivindicaram o ataque, que representa um duro golpe para as autoridades afegãs, já que entre os mortos se encontra o general afegão Daud Daud, importante figura no país.

Actual chefe da Polícia no norte do Afeganistão, foi governador de Takhar e vice-ministro do Interior encarregado da luta contra o tráfico de droga.

Até ao fim de 2001, era um dos comandantes da Aliança do Norte, coligação anti-talibã, e lutou também contra a ocupação soviética.