Última hora

Última hora

Banho de multidão no regresso a casa do ex-presidente das Honduras

Em leitura:

Banho de multidão no regresso a casa do ex-presidente das Honduras

Tamanho do texto Aa Aa

Foi desta forma que milhares de pessoas receberam o ex-presidente das Honduras, de regresso a casa ao fim de cerca de dois anos no exílio.

Os apoiantes de Manuel Zelaya esperaram várias horas no aeroporto pelo voo oriundo da Republica Dominicana. Um regresso possível depois das acusações de corrupção e traição à pátria terem caído por terra

À chegada, o ex-chefe de Estado apelou à resistência pacífica dos apoiantes, uma resistência que segundo Zelaya abre caminho ao regresso dos direitos e garantias da democracia.

Zelaya considera que regresso às Honduras representa uma vitória do processo institucional da democracia na América Latina.

Derrubado num golpe militar em 2009, o ex-presidente foi expulso quando tentava fazer um referendo para alterar a Constituição e poder concorrer a um novo mandato.

A consulta popular foi considerada ilegal pelo Tribunal Constitucional. Mas muitos apoiantes saíram é rua para exigir o regresso do presidente eleito em 2006.

Hoje, foi recebido no Palácio Presidencial pelo atual chefe de Estado.