Última hora

Última hora

Prova de fogo para Berlusconi

Em leitura:

Prova de fogo para Berlusconi

Tamanho do texto Aa Aa

Arrancou a segunda volta das eleições municipais em Itália. O escrutínio que se estende até amanhã é visto como uma prova de fogo para o chefe de governo.

Milão está em risco. O candidato da esquerda venceu a primeira volta com 48 por cento dos votos. Mais sete pontos que a presidente da câmara cessante do Partido do Povo da Liberdade.

“Se Letizia Moratti, do partido do primeiro-ministro, perder Milão, se Berlusconi e Bossi perderem Milão penso que o governo vai cair. Isso pode não acontecer nos próximos dias, mas vai gerar tensões na coligação que vão levar à queda do executivo” afirma um analista

Giuliano Pisapia, candidato de centro-esquerda à Câmara de Milão, tornou-se no segundo, depois de Prodi, a bater Berlusconi numa votação popular e obrigou a direita a enfrentar uma segundo volta, o que já não acontecia há 15 anos.

“Gostava que Berlusconi ganhasse, mas penso que o vencedor vai ser Pisapia” afirma um italiano

Outro refere: “Berlusconi mantém-se firme, mas há uma esperança de que em breve seja substituído porque as pessoas estão cansadas dele”

Certo é que o primeiro-ministro se depara com a mais baixa taxa de popularidade de sempre. E a nível político, está hoje, mais dependente que nunca da Liga Norte.

Para evitar dissabores Berlusconi desvalorizou, durante a campanha para a segunda volta, o resultado das eleições.