Última hora

Última hora

Afeganistão: NATO lamenta morte de civis

Em leitura:

Afeganistão: NATO lamenta morte de civis

Tamanho do texto Aa Aa

A NATO pede desculpas pela morte de nove civis num raide aéreo no sul do Afeganistão. O ataque foi classificado como um “erro grave” pelo presidente afegão. No domingo, Hamid Karzai lançou um “último aviso” aos responsáveis norte-americanos para pararem de matar inocentes. As autoridades locais falam na morte de 14 civis, incluindo dez crianças e duas mulheres.

Este tipo de incidentes continua a alimentar o sentimento antiocidental no Afeganistão. Só no ano passado, morreram mais de 2700 civis, ainda que a ONU responsabilize os talibãs pela maior parte das perdas.

O raide aéreo aconteceu no sábado, no distrito de Nowzad, província de Helmand. Segundo o comunicado – assinado por vários generais, incluindo por David Petraeus, chefe da missão da NATO no país -os helicópteros das forças da Aliança abriram fogo contra um complexo onde se escondiam cinco rebeldes, depois destes terem atacado uma patrulha norte-americana. Só mais tarde se descobriu que o local “albergava civis inocentes”.