Última hora

Última hora

Bactéria intestinal detetada em três explorações agrícolas alemãs

Em leitura:

Bactéria intestinal detetada em três explorações agrícolas alemãs

Tamanho do texto Aa Aa

A bactéria intestinal Escherichia Coli provoca mais vítimas na Alemanha. Duas mulheres de 87 e 91 anos faleceram hoje no norte e no leste do país, aumentando para 14 o número de mortes provocadas pela bactéria.

Segundo as autoridades alemãs foram detetados 1200 casos nos últimos dias, cerca de 300 apresentem os sintomas mais graves.

O instituto de medicina de Hannover afirmou hoje que os pacientes submetidos a um tratamento com anticorpos estão a apresentar melhorias.

Mas o aumento do número de casos está a sobrelotar os hospitais, como a clínica universitária de Hamburgo.

“Nós não podemos tratar mais de 60 pacientes nesta clínica, o que quer dizer que temos de transferir doentes para outros estabelecimentos caso o número de vítimas continue a aumentar”.

Berlim continua a investigar a origem da bactéria intestinal, que afeta os rins, o sangue e o sistema nervoso.

Se as autoridades sanitárias tinham apontado o dedo aos produtos espanhóis, os últimos dados das investigações permitiram detetar pepinos contaminados provenientes de três explorações no norte da Alemanha.

A título preventivo, os médicos aconselham os consumidores a que lavem bem os legumes e que evitem consumi-los com casca.