Última hora

Última hora

Iémen: A violência persiste

Em leitura:

Iémen: A violência persiste

Tamanho do texto Aa Aa

Em Sanaa, no Iémen, foram ouvidas domingo sete explosões num cenário de confrontos entre as forças leais ao presidente Saleh e da oposição, à qual se juntou a tribo Hashed, liderada pelo Xeque Sadeq al-Ahmar.

Na cidade de Taiz, a sul da capital iemenita, quatro manifestantes foram mortos pela polícia.

Por sua vez, o ex-ministro da defesa, general Abdullah Ali Aleiwa, denunciou o regime a que entretanto renunciou.

“Condenamos e denunciamos o que o regime fez: Em algumas províncias, entregou armas a grupos de bandidos, sabotadores e terroristas”.

Os combates entre as forças ainda fiéis ao presidente e membros da tribo Hashed foram desencadeados um dia depois de Saleh ter recusado assinar um acordo de transição de poder que inclui a sua partida no prazo de um mês.