Última hora

Última hora

"Impossível" estabilizar Fukushima até ao fim do ano

Em leitura:

"Impossível" estabilizar Fukushima até ao fim do ano

Tamanho do texto Aa Aa

A operadora da central nuclear de Fukushima (TEPCO) admite que dois funcionários poderão ter excedido os limites de exposição à radioatividade. Os trabalhadores ficaram no local mais de um mês e meio após o sismo e o tsunami que provocaram o pior acidente nuclear desde Chernobyl.

A notícia é avançada no dia em que foram divulgadas imagens da visita ao local dos inspetores da Agência Internacional de Energia Atómica, na sexta-feira. Amanhã será apresentada uma avaliação sobre o estado de Fukushima.

Dirigentes da central já admitiram, este domingo, que é impossível estabilizar a situação até ao fim do ano.

Entretanto, os trabalhos no exterior dos reatores foram hoje suspensos devido à tempestade tropical que está a afetar a costa do Japão.