Última hora

Última hora

Oposição líbia rejeita cessar-fogo de Kadhafi

Em leitura:

Oposição líbia rejeita cessar-fogo de Kadhafi

Tamanho do texto Aa Aa

A oposição ao regime de Muammar Kadhafi rejeita a mediação da União Africana. Na segunda-feira, o presidente sul-africano, Jacob Zuma, esteve com o coronel naquela que foi a primeira aparição pública de Kadhafi em semanas.

No final, Jacob Zuma disse que Kadhafi está disposto a um cessar-fogo em troca do fim dos bombardeamentos da NATO.

Uma proposta rejeitada pelo Conselho Nacional de Transição. Para o CNT, “nenhuma negociação é possível sem a saída de Kadhafi”. Uma posição que ganhou força com a adesão da Rússia às exigências da comunidade internacional.

O representante dos Negócios Estrangeiros do Conselho Nacional de Transição, Fathi Baja, relembrou que “o discurso da comunidade internacional mudou. Agora, fala-se em iniciativas políticas e na tomada de ações para que Kadhafi deixe o poder. Algo que constitui uma mudança.”

E se a NATO continua os raides noturnos contra alvos militares na capital líbia e arredores, os combatentes rebeldes passaram a chamar-se Exército de Libertação Nacional. Mais do que um nome oficial, prometem profissionalismo para conquistar o oeste da Líbia.