Última hora

Última hora

Rússia condenada a pagar 24.000 euros a Khodorkovsky

Em leitura:

Rússia condenada a pagar 24.000 euros a Khodorkovsky

Tamanho do texto Aa Aa

O Tribunal Europeu dos Direitos Humanos diz não haver provas conclusivas de “motivação política” na condenação do ex-magnata russo do petróleo, Mikhail Khodorkovsky. Uma decisão que evita um potencial embaraço ao Kremlin.

A instância condenou, no entanto, a Rússia a pagar 24 mil euros a Khodorkovky por danos morais. Segundo o tribunal, os direitos do empresário foram violados durante a sua detenção, em 2005, e as várias comparecências em tribunal, em condições consideradas “humilhantes”.

Os advogados do ex-magnata não pretendem recorrer da decisão do Tribunal Europeu, que dizem ter sido celebrada por Khodorkovsky, frisando que a instância “raramente atribui um motivo de má fé a um governo”.

O tribunal sediado em Estrasburgo sublinhou que o caso de Khodorkovsky “pode levantar suspeitas quanto aos motivos reais das autoridades russas, mas as acusações de motivação política necessitam de provas incontestáveis, que não foram apresentadas”.