Última hora

Última hora

Pepinos provocam tensões na Europa

Em leitura:

Pepinos provocam tensões na Europa

Tamanho do texto Aa Aa

A crise dos pepinos está a provocar tensões alimentares, económicas e diplomáticas na Europa. O vice-primeiro-ministro espanhol Alfredo Rubalcaba confirmou que Madrid equaciona processar a Alemanha. É que Berlim acusou os pepinos espanhóis de serem o vetor de contaminação com uma bactéria e agora voltou atrás referindo que análises revelaram o contrário.

Enquanto se procura o verdadeiro culpado pela bactéria assassina, um tipo agressivo da Escherichia Coli – mais conhecida como colibacilo – os agricultores espanhóis dizem estar a perder cerca de 200 milhões de euros por semana.

“Espero que este problema esteja resolvido dentro de 10 a 15 dias para tentarmos salvar 30 % do investimento, pelo menos para cobrir o valor das sementes porque os outros gastos já não recuperamos”, diz um sindicalista de Múrcia.

A crise também está a colocar milhares de postos de trabalho em risco num país que tem o nível mais elevado de desemprego da União Europeia.

Mas o grande motivo de preocupação é mesmo a saúde. Já morreram 16 pessoas e mais de mil outras ficaram infetadas, em particular na Alemanha.