Última hora

Última hora

Zuma não convenceu Kdhafi a deixar poder

Em leitura:

Zuma não convenceu Kdhafi a deixar poder

Tamanho do texto Aa Aa

Um carro armadilhado explodiu perto do hotel Tebesty em Benghazi, o bastião dos rebeldes no leste da Líbia que aloja diplomatas e responsáveis que se têm deslocado à região.

A bomba rebentou no parque de estacionamento do hotel e o local foi de imediato isolado pelas forças rebeldes. que sugeriram tratra-se de um ato de apoiantes de Kadafhi.

Em Roma o ministro do Petróleo da Líbia, Choukri Ghanem, anunciou a fuga do seu país para se juntar aos rebeldes e “lutar por um Estado democrático”.

O ministro do Petróleo deixou a Líbia a 14 de maio por via terrestre, através da Tunísia.

Muammar Kadhafi recebeu a visita do presidente da África do Sul, Jacob Zuma, para iniciar negociações a um cessar-fogo, embora se recuse a abandonar o poder que detém há 42 anos.

Ontem em Tripoli centenas de manifestantes sairam à rua para mais uma vez prostestarem contra a ditadura.