Última hora

Última hora

E.Coli: Madrid exige indemnizações à Alemanha e critica lentidão da UE

Em leitura:

E.Coli: Madrid exige indemnizações à Alemanha e critica lentidão da UE

Tamanho do texto Aa Aa

Madrid vai exigir indemnizações às autoridades sanitárias de Hamburgo, por apontarem o dedo aos pepinos espanhóis.

O anúncio foi feito pelo primeiro-ministro Zapatero, num momento em que os produtores de vegetais em Espanha calculam em 200 milhões de euros semanais, os prejuízos causados pelas acusações vindas da Alemanha.

Depois de terem reconhecido que a bactéria E.Coli presente em vários pepinos não provém de Espanha, as autoridades sanitárias de Berlim afirmam que as investigações para detetar a origem da bactéria poderão demorar anos.

Numa entrevista à rádio pública, o primeiro-ministro espanhol criticou a lentidão da resposta das autoridades sanitárias europeias, afirmando que vai exigir explicações e indemnizações por parte do governo alemão.

A Comissão Europeia levantou, entretanto, o alerta para o consumo de pepinos espanhóis.

A bactéria E.Coli provocou até agora cerca de 17 mortos, a maioria na Alemanha, foram registados mais de 1.500 casos de pessoas infetadas em oito países europeus. O Reino Unido detetou hoje sete novos casos no território.

O temor de uma epidemia desta bactéria que afeta os rins, os intestinos e o sistema nervoso, levou a Rússia a suspender a importação de todos os vegetais provenientes da União Europeia, uma decisão vivamente criticada por Bruxelas.