Última hora

Última hora

Governo espanhol pondera ação judicial contra autoridades alemãs

Em leitura:

Governo espanhol pondera ação judicial contra autoridades alemãs

Tamanho do texto Aa Aa

Cornelia Pruefer-Storcks, a ministra da Saúde de Hamburgo dá o dito por não dito.

Depois de na terça-feira ter admitido que a variante da bactéria E.coli que provocou um surto de infeções intestinais mortais, não estar presente nos pepinos importados de Espanha, esta quarta-feira voltou a insistir na acusação e apontou o dedo aos espanhóis:

“Temos sempre de transmitir o que constatamos a todas as autoridades da Alemanha e da União Europeia. Estes pepinos devem ser retirados de circulação e se os pepinos infetados continuarem a ser produzidos lá, então o governo espanhol deve intervir”.

O Governo espanhol está a ponderar apresentar uma ação judicial contra as autoridades de Hamburgo, que associaram inicialmente os pepinos espanhóis à origem do surto infeccioso que já matou 17 pessoas na Europa.

“Não iremos para a União Europeia, se não tivermos certezas, ou não tivermos o montante exato Não se trata de pedir por pedir, mas sim de pedir o que é justo”, afirmou Alfredo Perez Rubalcaba.

A Federação Espanhola dos Produtores e Exportadores de Frutas e Legumes avaliou as perdas “em cerca de 200 milhões de euros” por semana.

Este surto de E.coli já atingiu mais de 1500 pessoas em oito países da Europa.