Última hora

Última hora

Iémen: mais de 60 mortos em dois dias

Em leitura:

Iémen: mais de 60 mortos em dois dias

Tamanho do texto Aa Aa

A escalada de violência no Iémen obrigou ao fecho do aeroporto na capital. Em Sanaa, nos últimos dois dias, mais de 60 pessoas morreram em confrontos entre as forças governamentais e os combatentes de um chefe tribal que se aliou à oposição.

O presidente Ali Abdullah Saleh, no poder há 33 anos, enfrenta uma contestação sem precedentes há quatro meses. Mas foi só há uma semana que as manifestações populares deram lugar a combates de rua.

Além de Sanaa, há registo de confrontos em Taiz, no sul. Pela primeira vez, as forças governamentais encontraram resistência armada na cidade. Na segunda-feira, o exército dispersou à força um acampamento de protesto, fazendo 50 mortos, segundo a ONU.

Esta quarta-feira, a Casa Branca anunciou que vai enviar um emissário para a região e a Secretária de Estado, Hillary Clinton, repetiu que a crise vai continuar até que Saleh deixe o poder.