Última hora

Última hora

Japoneses desaprovam moção de censura

Em leitura:

Japoneses desaprovam moção de censura

Tamanho do texto Aa Aa

A moção de censura da oposição ao governo japonês não foi bem vista pelos japoneses.

A resolução dos problemas após o terramoto e a crise nuclear preocupa muito mais a população do que o jogo político pelo poder.

Nas ruas de Tóquio as opiniões dão conta do descontentamento face à ameaça de uma possível crise política.

“Estamos a viver tempos muito difíceis, e estou surpreendido como ainda apresentaram uma moção de censura”, diz um homem.

“Acho que é uma altura muito má para lutas politicas”, refere outro.Deveriam concentrar-se nos esforços de reconstrução”.

“Penso que o primeiro-ministro devia demitir-se voluntariamente ou ser obrigado a demitir-se, não sei se será capaz de continuar a governar depois de tudo o que se passou”.

A imagem de Naoto Kan foi profundamente abalada pela gestão das consequências do terremoto e tsunami que devastaram o nordeste do país em 11 de março e provocaram, na central de Fukushima, o acidente nuclear mais grave desde o de Chernobyl (Ucrânia) em 1986.

Numa sondagem recente mais de 75% dos japoneses consideram a gestão das consequências da catástrofe como muito deficiente.