Última hora

Última hora

Prejuízos dos produtores de legumes atingem milhões por dia

Em leitura:

Prejuízos dos produtores de legumes atingem milhões por dia

Tamanho do texto Aa Aa

A bactéria mortal E.coli fez diminuir o apetite dos consumidores por legumes, afetando os produtores de vários países europeus.

Alguns agricultores, nomeadamente os produtores de pepinos, sofreram quebras de 80 a 90% nas vendas.

Em Espanha, acusada, inicialmente, de estar na origem do surto, os vendedores queixam-se. “Os compradores não dizem nada, mas não estão a comprar pepinos. Agora estamos na época de vendas altas de pepinos. Quando aquece é usado no gazpacho e nas saladas, mas dificilmente vendemos algum”, disse Alvaro Torres.

Portugal vai pedir uma indemnização a Bruxelas devido aos prejuízos que os agricultores estão a ter com os pepinos. Numa semana atingiram os dois milhões de euros.

Em Espanha, os produtores exportadores de frutas e legumes estimam perdas de 28,5 milhões de euros por dia.

A Alemanha, onde foi detetado o surto, é o segundo país mais afetado, com 3,8 milhões de euros de prejuízos diariamente.

A Comissão Europeia admite que a crise de consumo se estende a toda a Europa, onde houve uma diminuição radical do consumo de frutas e legumes e não só de pepinos.

Para agravar a situação, a Rússia suspendeu a importação de legumes provenientes da Europa, o que representa entre 3 mil milhões e 4 mil milhões de euros por ano.