Última hora

Última hora

Os dados estão lançados

Em leitura:

Os dados estão lançados

Tamanho do texto Aa Aa

Os dados estão lançados em Portugal. As urnas já estão abertas aos mais de nove milhões e meio de eleitores, chamados a escolher antecipadamente a um novo governo depois da queda do executivo em Março.

Tudo indica que o primeiro-ministro José Sócrates e o Partido Socialista vão ser derrotados. Pelo menos, de acordo com as sondagens.

Quem está bem posicionado para comandar os destinos no país durante a profunda crise económica e para gerir o programa de austeridade da troica é Pedro Passos Coelho. O líder do Partido Social Democrata referiu estar disposto a ir mais longe, nomeadamente nas reformas e nas privatizações. Sem maioria absoluta, será obrigado a coligar-se, ao que tudo indica com o Partido Popular.

É num momento difícil que os portugueses são chamados a pronunciar-se. O país tem uma taxa de desemprego recorde – 12,6 , – e uma retração económica de 2,1, prevista para este ano, segundo a OCDE.

Consequências das medidas de austeridade impostas pela troica para emprestar 75 mil milhões de euros destinados a pôr as contas públicas em ordem.

As urnas encerram às 7 da noite em Portugal continental. Uma hora depois, por causa dos Açores, serão conhecidas as primeiras estimativas para aquele que vai ser o XIX governo constitucional.