Última hora

Última hora

Os rebeldes líbios às portas de Trípoli

Em leitura:

Os rebeldes líbios às portas de Trípoli

Tamanho do texto Aa Aa

As forças da NATO aumentam a intensidade dos bombardeamentos em Tripoli, num momento em que os rebeldes se encontram a 100 quilómetros da capital líbia.

Dois ataques visaram esta noite um centro de telecomunicações no bairro de Al Karama, depois de um bombardeamento, durante a manhã, ter destruído um edifício dos serviços secretos.

A entrada em cena de helicópteros de combate da NATO, permitiu também aos rebeldes conquistar a cidade de Yafran, nos arredores da capital.

Mas uma ofensiva final sobre Tripoli vai depender antes de mais das manobras diplomáticas dos próximos dias.

Um emissário russo deverá aterrar esta terça-feira em Bengasi para estabelecer o diálogo entre Moscovo, até agora contrário a uma opção militar, e os rebeldes.

A ministra dos Negócios Estrangeiros espanhola, Trinidad Jimenéz, vai deslocar-se na quarta-feira à cidade para encontrar-se com os responsáveis do Conselho Nacional de Transição Líbio.

De visita a Bengasi durante o fim de semana, o responsável da diplomacia britânica, William Hague, tinha pedido aos rebeldes para que apresentem um programa de governo para a era pós-Kaddafi.

A NATO lançou entretanto um apelo aos membros da aliança para que aumentem a participação na ofensiva internacional, encabeçada até agora pela França e Reino Unido.

Vários analistas sublinham a necessidade de declarar um cessar-fogo e retomar o diálogo com Kaddafi, com vista a uma transição política negociada, para evitar que a Líbia se transforme num novo Iraque.