Última hora

Última hora

Embargo de Moscovo a legumes europeus promete dominar cimeira UE-Rússia

Em leitura:

Embargo de Moscovo a legumes europeus promete dominar cimeira UE-Rússia

Tamanho do texto Aa Aa

Representantes da União Europeia e Rússia reúnem-se esta quinta e sexta-feira em Nijni-Novgorod. A cimeira poderá servir para por termo à discórdia provocada pelo embargo de Moscovo à importação de produtos hortícolas europeus.

A 2 de Junho, as autoridades russas proibiram a entrada de legumes vindos dos “27” temendo a nova estirpe da bactéria E.coli.

“É um assunto muito delicado e as pessoas têm receio, mas por outro lado problemas assim não podem ser usados como álibi para estabelecer medidas protecionistas. É preciso dizer claramente que esta questão não pode ser o motivo avançado pela Rússia para interromper as importações de todos os produtos europeus. Isto é totalmente desproporcionado”, diz Elmar Brok, do Partido Popular Europeu.

O respeito pelos direitos humanos também está na agenda da cimeira. A União Europeia deverá expressar preocupação com o clima de “impunidade dos ataques a jornalistas.”

“A Rússia não é a China. A Rússia é um membro do Concelho da Europa e da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa, com todos os compromissos internacionais inerentes. Enquanto parceiro esperamos que o país implemente a própria Constituição, permitindo as liberdades fundamentais de associação e de imprensa”, acrescenta Kristina Ojuland, da Aliança dos Liberais Democratas pela Europa.

As recentes repressões registadas em Moscovo mostram a importância do assunto numa cimeira que também servirá para discutir segurança nuclear e as revoltas no norte de África.