Última hora

Última hora

Filipe González recorda Jorge Semprún

Em leitura:

Filipe González recorda Jorge Semprún

Tamanho do texto Aa Aa

Jorge Semprun foi ministro da Cultura no governo socialista espanhol de Filipe Gonzalez entre 1988 e 1991.

O antigo primeiro-ministro recorda o escritor, ativista e resistente. “Trouxe-o de Paris para ser ministro. Não sei se tenho direito de pensar – dizia ele – que foi provavelmente uma das grandes alegrias da vida dele, não só por poder regressar a Espanha mas também poder fazer parte de um governo que eu presidi naquela altura. Era um social democrata, liberal – qualificativos que hoje em dia não soam muito bem – mas que têm tanto valor, tanto mérito na evolução vital autocrítica. Ele era capaz de compreender e ver realidades muito diversas e de imediato foi um fantástico ministro da Cultura”, referiu Filipe González.

No mundo do cinema Semprun também deixou uma marca. O realizador Constantin Costa-Gavras não o esquece.

“Era um grande e bom homem com uma enorme honestidade intelectual e política. Sim, acho que é a única pessoa que encontra minha que tinha uma enorme clareza e uma grande honestidade política”, afirmou.