Última hora

Última hora

Alemanha e Suíça caminham para era sem nuclear

Em leitura:

Alemanha e Suíça caminham para era sem nuclear

Tamanho do texto Aa Aa

A fusão parcial de três reatores nucleares em Fukushima no Japão fez mudar de ideias a chanceler alemã. Hoje, Angela Merkel foi ao Bundestag pedir o apoio do parlamento e dos cidadãos para acabar com a energia nuclear no país.

Mas a oposição não deixou de sublinhar que Merkel defendia o contrário.

A chefe de governo explicou. “No outono empenhei-me para aumentar o período de funcionamento das centrais alemãs mas hoje afirmo sem qualquer ambiguidade em frente a esta câmara: Fukushima mudou a minha posição sobre a energia nuclear”, declarou.

Um dia antes e como já se esperava, na Suíça os deputados aprovaram os planos do governo para acabar com a energia nuclear até 2034, abrindo caminho a um longo processo político.

O projeto avança agora para a câmara alta, onde será debatido o futuro energético do país.

A decisão do executivo para colocar um ponto final na energia nuclear, foi saudada pelos grupos ecológicos mas a federação empresarial helvética lamentou a opção, considerando que o consumo energético foi subestimado e não houve avaliação das consequências económicas.