Última hora

Última hora

Aumenta o número de refugiados sírios na Turquia

Em leitura:

Aumenta o número de refugiados sírios na Turquia

Tamanho do texto Aa Aa

Cerca de 2000 sírios fugiram para a Turquia desde março. Mais de metade atravessou a fronteira nas últimas 24 horas.

Fogem à repressão exercida pelas forças fiéis a Bashar Al-Assad e aquilo a que chamam de um autêntico massacre contra os manifestantes que pacificamente exigem reformas democráticas na Síria.

Os refugiados deixaram o país de bolsos vazios.

Na memória, imagens e experiências que vai ser difícil esquecer:

“Quero o meu pai de volta. O exército matou-o quando estava a ajudar as pessoas a atravessarem a fronteira com a Turquia” afirma uma criança.

Os hospitais turcos não têm mãos a medir. Na província de Hatay, um jovem sírio explica como ficou ferido:

“Deixamos a mesquita e fomos manifestar-nos. A polícia chegou e atropelou as pessoas. Ninguém tentou sequer resistir.”

O regime sírio prometeu reagir com firmeza à morte de mais de uma centena de polícias e militares no início da semana e enviou forças do exército para o nordeste do país.

Bashar Al-Assad diz que o objetivo é combater grupos armados.

A população apresenta outra versão e garante que os elementos das forças da ordem foram mortos por militares que desertam e se juntaram ao protestos.