Última hora

Em leitura:

Alemanha: Identificada origem da epidemia da bactéria E.coli


Alemanha

Alemanha: Identificada origem da epidemia da bactéria E.coli

A Alemanha identificou hoje rebentos de soja produzidos numa exploração agrícola da Baixa Saxónia como origem da epidemia da bactéria E.coli que causou 30 mortos na Europa.

Ao mesmo tempo, o alerta contra o consumo de alface, pepinos e tomates crus foi levantado pelas autoridades sanitárias alemãs.

Em Hamburgo produtores da região distribuíram estes vegetais gratuitamente.

“Antes de isso ser efetivamente provado, não como mais fruta nem legumes. Ou seja, só como fruta que possa descascar, como as bananas. Não se pode confiar porque os riscos são muito grandes. Sou avó e quero ver o meu neto crescer”, disse uma habitante da cidade.

“Não sei se deva confiar. Não sei se podemos realmente comer tomate. Se for possível, isso seria ótimo”, sublinhou um outro hamburguês.

As análises feitas, nos campos e produtos de uma exploração agrícola biológica de Bienenbüttel, suspeita há vários dias, permitiram identificar a origem da contaminação.

“Ficámos aliviados pelas notícias dos institutos científicos e esperamos que a evolução dos casos de doença seja positiva”, destacou Ilse Aigner, ministra da Proteção dos Consumidores.

Trinta pessoas morreram e cerca de 3.000 ficaram doentes em 14 países no espaço de cinco semanas, devido ao surto da bactéria E.coli com origem na Alemanha.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Nacionalistas finlandeses fora das negociações de governo