Última hora

Em leitura:

Rússia vai enviar mediar a Tripoli


Líbia

Rússia vai enviar mediar a Tripoli

O impasse militar mantém-se na Líbia ao fim de cinco meses de combates. As tropas de Muammar Kadhafi atacaram novamente a cidade de Misrata com uma barragem de artilharia enquanto as forças da NATO prosseguem os bombardeamentos aéreos em Tripoli.

Entretanto, a Rússia, que critica defende uma solução negociada como única forma de acabar com o conflito, prepara-se para enviar um mediador a Tripoli.

Por enquanto Mikhai Margelov apenas solicitou reuniões com membros do governo de Kadhafi mas está pronto a falar com o coronel se o presidente russo lho solicitar. O enviado para África de Dmitri Medvedv explicou que apesar de Kadhafi ser acusado de crimes contra o seu povo, o futuro do líder líbio permanece em aberto para os elementos da comunidade internacional.

Margelov disse ainda que a NATO estava a ir longe demais com os bombardeamentos aéreos no país porque até as bombas de maior precisão não conseguem evitar os chamados danos colaterais.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Nacionalistas finlandeses fora das negociações de governo