Última hora

Última hora

Dia Nacional da Rússia, com protestos

Em leitura:

Dia Nacional da Rússia, com protestos

Tamanho do texto Aa Aa

Comemorou-se, este domingo, 12 de Junho, o Dia Nacional da Rússia que assinala, sobretudo, a declaração de soberania.

Os festejos destribuiram-se por várias cidades. Uma delas, foi Valdivostok.

Mas há muitos acontecimentos importantes que são hoje também comemorados. Desde 1994 que é assim. O antigo presidente, Boris Yeltsin, decidiu fazer uma comemoração compacta.

Em Moscovo, os festejos tiveram o seu ponto mais alto, com um conjunto de cerimónias, presidido por Dimitri Medvedev.

Houve honras militares, dentro do próprio Kremlin.

O presidente, Dmitri Medvedev, condecorou várias personalidades, cuja atividade foi considerada relevante para a Rússia.

Uma delas foi o ator Yevgeni Mironov.

Na assistência, atento a tudo, esteve sempre o Primeiro-Ministro, Vladimir Putin, que continua a ser considerado a figura mais influente do regime.

Cá fora as coisas não correram tão bem. Houve uma manifestação de protesto que quase estragava a festa.

A polícia interveio e calou manifestantes que gritavam que a “Rússia é Soviética” e “a cidade é nossa, não é de Putin”. Ou ainda “Liberdade”.

E alguns foram retirados do local, manifestamente, contra sua vontade.