Última hora

Última hora

Italianos em referendo

Em leitura:

Italianos em referendo

Tamanho do texto Aa Aa

Os italianos vão às urnas, domingo e segunda-feira, em quatro referendos que podem acelerar o fim do governo de Silvio Berlosconi.
 
Os analistas dizem que é isso que está em causa e que uma derrota pode mesmo fragilizar a já problemática aliança de Berlosconi, com a Liga do Norte.
 
Em 1994, foi a rotura entre a Liga do Norte e o partido de Berlosconi que ditou a queda do governo.
 
Dois dos referendos são sobre a gestão da água  -   tarifas e privatização. Outro é sobre o alcance da imunidade para os titulares de cargos públicos, um projecto de lei, feito à medida do primeiro-ministro, envolvido em vários processos judiciais.
 
Finalmente, a quarta consulta é sobre o relançamento do programa nuclear.  É aquela que mais tem movimentado a opinião pública.
 
Mas há questões que, sendo invisíveis nestes referendos, poderão ser marcantes.
 
Por exemplo, os 25 por cento de desemprego juvenil e uma dívida que representa 120 por cento do PIB.