Última hora

Última hora

Três candidatos à liderança do FMI

Em leitura:

Três candidatos à liderança do FMI

Tamanho do texto Aa Aa

Estão confirmadas três candidaturas à liderança do Fundo Monetário Internacional.

O governador do Banco de Israel, Stanley Fischer, diz que esta é uma oportunidade que acontece uma vez na vida e, por essa razão, não a pode desperdiçar.

Vai ocupar um lugar na segunda linha da grelha de partida. Reconhece que tem uma pequena chance de vencer, mas isso não o faz desistir.

O ministro das Finanças de Israel fez já a sua declaração de apoio e diz que Fischer pode ajudar o FMI, depois desta crise.

Mas à frente das apostas ainda está a francesa Christine Lagarde. Tem o apoio de toda a Europa, de uma parte importante de Africa e goza de grande simpatia nos Estados Unidos, onde fez grande parte da sua carreira.

Há ainda um terceiro candidato. Agustin Carstens, governador do Banco do México.

Está a tentar explorar eventuais divisões na Europa, prometendo todo o apoio, para retirar o velho continente da crise.

Espera ainda o apoio de países emergentes e de países do hemisfério sul.