Última hora

Última hora

Indonésia apoia candidatura de Lagarde ao FMI

Em leitura:

Indonésia apoia candidatura de Lagarde ao FMI

Tamanho do texto Aa Aa

Indonésia, Egito, Bahrein e Emirados Árabes Unidos vão apoiar a candidatura de Christine Lagarde a diretora-geral do FMI.

A ministra francesa das Finanças já contava com o apoio da União Europeia e de vários pequenos países, mas necessitava de conquistar economias emergentes. A Indonésia foi a primeira.

Em campanha, Lagarde defende o reforço da representação destes países: “Países sub-representados como os emergentes devem ser mais bem representados e isso aplica-se à governação, às quotas, à origem do pessoal e se implementarmos todas estas melhorias, aumentamos a legitimidade do fundo”.

Várias economias emergentes criticaram a tradição do Fundo Monetário Internacional ser liderado por um europeu, mas não manifestaram apoio ao mexicano Agustin Carstens.

No sábado, foi conhecida outra candidatura: Stanley Fischer, governador do Banco de Israel. Apesar de ter 67 anos e de o FMI apenas permitir candidaturas até aos 65, o antigo número dois do Fundo Monetário Internacional decidiu avançar.