Última hora

Última hora

Najib Mikati: Líbano não cairá no radicalismo

Em leitura:

Najib Mikati: Líbano não cairá no radicalismo

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro do Líbano, Najib Mikati, após ter anunciado um novo governo dominado pelo Hezbollah e pelos seus aliados, garantiu que o país não cairá no radicalismo.

O Hezbollah e os seus aliados dispõem da maioria das pastas (18). As restantes estão repartidas entre os partidários do presidente da República, Michel Sleimane, de Najib Mikati e do líder druso Walid Joumblatt, considerados como neutros.

“Honestamente, fiquei surpreendido como toda a gente. Não estávamos à espera de qualquer governo. Com os constantes obstáculos e com a primavera árabe mesmo aqui ao lado, não sei.

Espero que se entendam não só no governo, mas em muitas outras matérias”, sublinhou um habitante de Beirute.

“Estes governos que chegam e partem, não têm feito nada. Temos leis à espera que deviam ser aprovadas para ajudar o povo libanês”, disse um outro.

Os Estados Unidos, que consideram o Hezbollah uma organização terrorista, fizeram no entanto saber que julgarão o novo executivo pelos seus atos.