Última hora

Última hora

Reino Unido: Governo aceita mudanças e avança com reforma do sistema de saúde

Em leitura:

Reino Unido: Governo aceita mudanças e avança com reforma do sistema de saúde

Tamanho do texto Aa Aa

No Reino Unido, o governo vai avançar com uma reforma do sistema de saúde.

Esta surge após uma pausa de 10 semanas imposta pelas críticas de associações de médicos e pacientes, a uma primeira proposta que entretanto foi alterada.

Acompanhado pelo ministro da Saúde, Andrew Lansley, e o vice-primeiro-ministro e líder dos Liberais Democratas, Nick Clegg, o chefe do governo reconheceu que a maioria das recomendações foi aceite.

“Eis o fundamental do nosso plano: mais controlo para os pacientes, mais poder para os médicos e enfermeiros, menos burocracia no Serviço Nacional de Saúde. Agora, estes pressupostos são mais fortes do que nunca, contudo a forma do nosso plano, os detalhes e a forma como vai ser feito o trabalho, foram alterados”, disse David Cameron.

Um dos principais motivos de discórdia era a entrega da gestão de serviços de saúde a consórcios criados por médicos generalistas, aumentando os receios de privatização do sistema de saúde.

A primeira proposta de lei implicava que estes consórcios iriam gerir cerca de 80 por cento do orçamento anual do Serviço Nacional de Saúde e ser responsáveis pela compra de serviços médicos.

Entre as alterações propostas por uma comissão de peritos estão também limites à liberalização do sistema e uma maior vigilância sobre o processo de privatização de alguns serviços.